22.11.07
Isto que escrevi para ti enquanto estavas a dormir, ó seu birbante
Para leres quando estiveres menos estremunhado
Ano novo, vida nova.

Para leres quando estiveres menos estremunhado 2
Em 2007 ainda havemos de jogar futebol de cinco no ringue da Praia das Maçãs. Eu com a minha barriga crescente compensada pelo meu jogo de antecipação. Tu com aquela maneira elegante que tens de levar o jogo de trás para diante, com o corpo decidido, o peito bem para a frente, as pernas longas, a passada de jogador da bola.

Para leres quando estiveres menos estremunhado 3
A tua sobrinha dá-se muito bem com a Ginja e hoje aprendeu a chamar-lhe Johnny, Johnny, Johnny como tu.

(A Ginja deita-se na tua cama e está à tua espera)

Para leres quando estiveres menos estremunhado 4
Durante o teu sono, tomou-me uma espécie de torpor. Como se o teu coma me tivesse contaminado. Fiquei indeciso, incapaz de tomar a mínima decisão (como se a mínima decisão tivesse consequências máximas). Agora vou melhor, menos estremunhado, como tu. Vais me acordando.

Os teus pais é que não, esses não se deixaram invadir pelo torpor. Talvez venham a adormecer um pouco depois disto tudo ter passado. Eles têm sido uns heróis, uns bravos, uns valentes. Eles, tão precisados de consolo, é que nos dão consolo a nós.

Para leres quando estiveres menos estremunhado 5
Vou limpar o meu iPod de todas as músicas que escolhi e pôr lá uma para tu ouvires. Quero fazer isso ainda hoje, a tempo da visita. Mas que música é que escolho? Qual é que preferes? Qual é que tens ouvido mais nos últimos tempos, estes tempos que não acompanhei? Que música será a ideal para este momento, entre milhares possíveis? Queres o Chico? Sei que foste ao concerto e que adoraste. Queres o De André? Sei que costumavas ouvir no carro. Queres os Da Weasel? Eu associo-te muito aos Da Weasel, mas não sei se ainda ouves da mesma maneira (os irmãos mais velhos, sabes, ficam-se pela adolescência dos mais novos e daí não passam).

Para leres quando estiveres menos estremunhado 6
Ah, já me esquecia: toma lá um beijinho na testa.

(31 de dezembro de 2006)



HaloScan.com