3.4.06
O pesadelo de Darwin
Não tenho palavras para este filme.
Saí da sala sem saber se chorar ou se vomitar.
Cá fora recebeu-me uma noite estupidamente quente e enfureci-me desta alcofa onde vivo, parecia aquelas mães idiotas a consolar os meninos mimados e a inventar desculpas para aquilo que ele viu e o pode afectar… tive vontade de lhe gritar! E eu que achava que sabia alguma coisa do mundo… um murro no estômago! Enjoada. Enojada. Digo baixinho e com raiva: "mudará isto quem serás, inês?"



HaloScan.com