30.1.06
A LISTA
medicina interna
dermatologia
cirurgia cardiotoráxica
pediatria
medicina física e reabilitação
otorrinolaringologia
psiquiatria
saúde pública
gastroenterologia
ortopedia
urologia
cardiologia
reumatologia
neurologia
cirurgia geral
medicina geral e familiar
oftalmologia
anestesiologia
radiodiagnóstico
pneumologia
patologia clínica
neurocirurgia
infecciologia
radioterapia
neurorradiologia
medicina legal
nefrologia
ginecologia
hematologia

Eu ia começar a estudar... o exame é já amanhã e a preparação não está famosa. Não que seja muito difícil mas, enquadrada entre dois exames exigentes, foi sacrificada.
Eu ia começar a estudar, depois do jantar, aqui estava eu... olhei para a mesa e a fatídica lista, perdida há uns meses, resolveu aparecer ali hoje. Umas notas minhas perdidas naquele pequeno papel A6... (o tempo que cada especialidade leva a fazer... quase todas entre 4 e 6 anos)
Eu não tenho o menor orgulho no meu curso no sentido que, para mim não é, nem nunca será, superior aos outros. Em coisa nenhuma. Pelo contrário, tenho uma certa tendência a evitar dizer o que estudo (o que já tem causado alguma surpresa quando conto, dizem num brincar carinhoso que "ganho outra dimensão"... dimensão que digo logo não me agradar.)
Mas voltando à lista. Ali está ela. A causar-me desconforto. Porque leio, releio, (esquecendo o estudo por momentos). Lembro-me bem do que gostei em cada uma das cadeiras que já tive (destas conto 20!). Lembro-me bem de como gosto de conversar com as pessoas (os doentes), de como isso me enriquece. Sei como sinto uma alegria grande naquele momento em que todos os esquemas encaixam e tudo faz sentido (não suporto que digam que medicina é decorar, porque eu tenho "zero" memória deliberada). Tenho sempre adiado este confronto (eu e a lista), afinal faltam quase 2 anos... Mas a verdade é que me deixa sempre desanimada. Sendo muitas delas espectaculares porque acho sempre que não vou fazer nada disto a longo prazo??? Não é por vontade, acontece apenas (posso dizer até que tento contrariar). Sei que isto não faz sentido nenhum nos tempos que correm, até porque eu talvez não fizesse nenhum outro curso, mas às vezes preferia que o meu curso não tivesse as saídas tão delineadas.

Passará? Não passará? Alguém sabe?

Muitas pessoas me têm dito que no fim dos seus cursos sentiram dúvidas e vontade de fugir... Mas tenho medo que comigo não seja bem assim...

Passará? Não passará? Alguém sabe?



HaloScan.com