12.12.05
A Gertrudes
uma_imagem_gira

"Então Joana foi à cozinha ver a cozinheira Gertrudes, que era uma pessoa extraordinária porque mexia nas coisas quentes sem se queimar e nas facas mais aguçadas sem se cortar e mandava em tudo, e sabia tudo. Joana achava-a a pessoa mais importante que ela conhecia.
A Gertrudes tinha aberto o forno e estava debruçada sobre os dois perus do Natal. Virava-os e regava-os com molho. A pele dos perus, muito esticada sobre o peito recheado, já estava toda doirada.

- Gertrudes, ouve uma coisa - disse Joana.
A Gertrudes levantou a cabeça e parecia tão assada como os perus.
- O que é? - perguntou ela.
- Que presentes é que achas que vou ter?
- Não sei - disse Gertrudes -, não posso adivinhar.
Mas Joana tinha a maior confiança na sabedoria de Gertrudes e por isso continuou a fazer perguntas.
- E achas que o meu amigo vai ter muitos presentes?
- Qual amigo? - disse a cozinheira.
- O Manuel.
- O Manuel não. Não vai ter presentes nenhuns.
- Não vai ter presentes nenhuns!?
- Não - disse a Gertrudes abanando a cabeça.
- Mas porquê, Gertrudes?
- Porque é pobre. Os pobres não têm presentes.
- Isso não pode ser, Gertrudes.
- Mas é assim mesmo - disse a Gertrudes fechando a tampa do frono.

Joana ficou parada no meio da cozinha. Tinha compreendido que era «assim mesmo».
Porque ela sabia que a Gertrudes conhecia o mundo. Todas as manhãs a ouvia discutir com o homem do talho, com a peixeira e com a mulher da fruta. E ninguém a podia enganar. Porque ela era cozinheira há trinta anos. E há trinta anos que ela se levantava às sete da manhã e trabalhava até às onze da noite. E sabia tudo o que se passava na vizinhança e tudo o que se passava dentro das casas de toda a gente. E sabia todas as notícias, e todas as histórias das pessoas. E conhecia todas as receitas de cozinha, sabia fazer todos os bolos e conhecia todas as espécies de carnes, de peixes, de frutas e de legumes. Ela nunca se enganava. Conhecia bem o mundo, as coisas e os homens."

(excerto de A Noite de Natal de Sophia de Mello Breyner Andresen)

Descobri a Gertrudes e apresento-vos. Espero que alicie a curiosidade para uma leitura com um outro tempo que se deixe deslizar nas palavras. Bom Natal.



HaloScan.com