8.9.05
Os Edukadores
uma_imagem_gira

Apenas 10% da população mundial goza da riqueza produzida, enquanto os restantes 90% vive na pobreza e fome.
No entanto, há suficiente trigo no mundo para providenciar 2000 calorias por dia para cada habitante da Terra. O problema é que o trigo não é bem redistribuído.

90% do mundo está a morrer à fome enquanto os restantes 90% faz dietas.

É PRECISO REDISTRIBUIR A RIQUEZA DO MUNDO!
ASS: OS EDUKADORES


uma_imagem_gira

Nós somos os edukadores.

Acreditamos que a ganância tornou a sociedade gorda e vaidosa.
Desprezamos a alta-sociedade e a sua decadência.
Por isso vamos bater às vossa portas,
Perturbar as vossas vidas e reedukar-vos.

OS VOSSOS DIAS DE ABUNDÂNCIA ESTÃO CONTADOS!
ASS: OS EDUKADORES


uma_imagem_gira


"OS EDUKADORES é um filme sobre os últimos dez anos da minha vida - queria fazer parte de um movimento político sem nunca ter encontrado um que funcionasse.
Acho que vivemos numa época em que os jovens querem que exista uma mudança política, mas não sabem por onde começar. Talvez as nossas sociedades se tenham tornado tão individualistas que a dinâmica colectiva já não seja possível."


Hans Weingartner


Este filme alemão em exibição no King põe-nos muito em causa. Numa altura em que são badalados os resultados do relatório do desenvolvimento humano das nações unidas, depois dos acontecimentos em Londres, no Iraque, em New Orleans (Estados Unidos!?), dos fogos em Portugal (porque não!?), ou numa qualquer passeata pelas ruas de Lisboa (os cartazes políticos para as autárquicas... ufff); torna-se evidente, mesmo para os mais distraídos, que este mundo está a andar ao contrário, aos solavancos.

Dizia há uns tempos um amigo meu qualquer coisa como: "é preciso compreender que não é possível o mundo todo, por inteiro, viver com a qualidade de vida que vivemos no Ocidente. Para que o resto do mundo se desenvolva temos que perder conforto".

Eu não me sinto com coragem, com saber, para me desinstalar e por isso o filme fez-me sentir frustrado num qualquer papel que eu possa ter. Por outro lado, espicaçou-me, incomodou-me. Para onde ir? Quem me ajuda?
Apetece-me dizer, "A revolução não vai passar na televisão!"



HaloScan.com