22.9.05
"Agora que o silêncio é um mar sem ondas"
Foi Miguel Torga que escreveu... porque o dia passou, o silêncio acalmou, os olhos piscam e não encontrei um poema que pudesse dizer...
Lembrei um conto e a frase "sei um ninho", uma frase que lembro sempre a minha professora da primária ler enquanto eu imaginava o gesto que ela não faria, entre as palmas das mãos formar a palavra.
Sei um amigo. E esse meu amigo não cabe em poema nenhum. Sei um amigo que não mostra a muita gente que traz poesia com ele, muita poesia e muito jazz lá dentro. E o não mostrar só o torna mais precioso e mais consolado quem recebe. O meu amigo ontem deixou-me doidinha de orgulho. Pena não lhe ter conseguido dizer. Espero que ele saiba...



HaloScan.com