9.7.05
Temporada de patos
uma_imagem_gira

Explico como me explicaram a caminho do filme: o realizador é um gajo mexicano conhecido por fazer curtas metragens, o filme é a preto e branco e tem aquela música do João Gilberto "o pato vinha cantando alegremente quein quein quein..." (cantarolando).

Talvez por me terem avisado que Fernando Eimcke é um realizador que fazia curtas metragens, encontrei no filme dentro da sua sequência pequenos sketchs que podiam ser curtas (aliás notava-se isso com quebras a negro). O filme é a preto e branco e gostei muito da fotografia, uma sequência inicial poderia caber numa exposição: de imagens sem som, em espaços de zonas degradadas, com um toque de humor (a foto acima é uma das imagens da dita "exposição"); com o desenrolar da história o cuidado com a fotografia e os planos não se perde. O filme começa com a música do pato cantada por uma señorita em espanhol, pensei na altura "um filme que começa assim tem com certeza muitíssimo bom gosto". Duas crianças amigas com a visita de uma vizinha adolescente e de um vendedor de pizzas da telepizza numa casa... dá-nos um filme descontraído, ideal para ver ao fim de uma semana de trabalho. É garantia de boa disposição no fim e de uma boa conversa acerca dos variados sketch's. Está no King.

«¿Por qué los patos vuelan en V? El primero que levanta vuelo abre camino al segundo, que despeja el aire al tercero, y la energía del tercero alza al cuarto, que ayuda al quinto, y el impulso del quinto empuja al sexto, y así, prestándose fuerza en el vuelo compartido, van los muchos patos subiendo y navegando, juntos, en el alto cielo.
Cuando se cansa el pato que hace punta, baja a la cola de la bandada y deja su lugar a otro pato. Todos se van turnando, atrás y adelante, y ninguno se cree superpato por volar adelante, ni subpato por marchar atrás.
Y cuando algún pato, exhausto, se queda en el camino, dos patos se salen del grupo y lo acompañan y esperan, hasta que se recupera o cae.
Juan Díaz Bordenave no es patólogo, pero en su larga vida ha visto mucho vuelo. El sigue creyendo, contra toda evidencia, que los patos unidos jamás serán vencidos.»



HaloScan.com