15.5.05
o futuro da Igreja (3)
«Gosto da posição dos que, sem derrotismos, são modestos nas suas previsões do futuro. Como diz um provérbio africano, "ninguém conhece a história da próxima aurora". No final de um espantoso poema do Eclesiastes, Deus, embora conceda ao coração humano o sentido do tempo, não lhe dá a chave da história. Deus é discreto.»

(Frei Bento Domingues, no "Público" de hoje)



HaloScan.com