21.2.05
meio texto
Esta semana escrevi só meio texto para a Terra da Alegria: "Revolução Personalista (II e meio)". Mounier e um bocadinho de Dostoiévsky. Também podia ter um bocadinho de Gandhi, para compôr o ramalhete:

«O amor é a força mais subtil, e também a mais potente que há no mundo. O amor e a verdade estão tão unidos entre si que é praticamente impossível separá-los. São como duas faces da mesma moeda. O amor não é coisa fácil. É mais fácil dançar sobre uma corda que sobre o fio do amor.»



HaloScan.com