17.10.04
ainda as po�micas em F�tima
Frei Bento Domingues falou hoje da pol�mica sobre F�tima e o di�logo inter-religioso, j� aqui discutida. Pede esclarecimentos importantes:

(...) os cat�licos portugueses t�m direito a uma explica��o integral sobre os rumores acerca das rela��es entre a C�ria Romana e as autoridades do Santu�rio de F�tima. A Igreja n�o pode dar cobertura a 'sociedades secretas', a grupos de press�o fora e dentro do Vaticano. J� mostraram que sob a capa de movimentos de espiritualidade servem des�gnios de poder.
Quanto a segredos, a Igreja n�o deve copiar o que se esconde em Portugal entre Governo, empresas e meios de comunica��o social. O bispo de Leiria e o presidente da Confer�ncia Episcopal Portuguesa devem esclarecer o que se est� a passar na Igreja.


Mais adiante mostra compreens�o para com os integristas:

Compreendo a resist�ncia daqueles que continuam com a ideia de que fora da Igreja Cat�lica n�o h� salva��o. N�o podem, por isso, ouvir falar de um encontro real entre religi�es. Mas a F�tima vai quem quer. E ao tornar-se um centro ecum�nico e inter-religioso, o di�logo deixa de ser uma reserva de alguns especialistas e de altos dirigentes religiosos. � tarefa de pessoas e grupos que, de diversas fam�lias religiosas, se juntam para rezar. E, como diz o fil�sofo L. Wittgenstein, a ora��o � o pensamento do sentido da vida. Os que se re�nem com vontade de rezar abrem caminhos de paz entre as religi�es. Fazem delas focos de paz entre as na��es.

Eu n�o compreendo como h� quem pense que fora da Igreja n�o h� Salva��o. N�o sei se � ou n�o heresia, mas parece-me claramente pecado de tentar a Deus.



HaloScan.com