14.7.04
Antes o po�o da morte que tal sorte...
Sa�do da Festa do Meco �s 11 horas da manh� (e ainda alguns dj's punham som) peguei no carro em busca de uma bomba de gasolina. Azar dos diabos: a bomba que encontrei tinha aberto h� dois/tr�s dias e o casal de meia-idade que l� trabalhava era um desastre - n�o percebiam nada do sistema, discutiam um com o outro, tentavam, erravam, recome�avam... s� vendo! Estive cerca de um quarto de hora para p�r dez euros de gasolina 95 sem chumbo sempre a rir-mo-nos b�bados de cansa�o, eu e a rapariga (tamb�m vinda do festival e por sinal muito bonita!) que se seguia a mim na fila. Estas situa��es acontecem sempre que temos uma directa em cima, n�o �



HaloScan.com