16.6.04
a Terra e quem a cultiva
Mais uma edi��o sobriamente alegre da Terra da Alegria. Com agradecimentos, vinho, pancadaria, globaliza��o, antropologia da religi�o, direito internacional e a import�ncia de contar hist�rias.

Recorto um trecho do Timshel, de novo sobre as certezas e d�vidas:
�(...)n�o admiro particularmente a viv�ncia religiosa baseada em muitas certezas, seja em que religi�o for, em especial na minha, o catolicismo. Para al�m do amor julgo n�o serem necess�rias muito mais certezas. Quanto mais certezas, maiores s�o as possibilidades de autoritarismo e susceptibilidade. E o autoritarismo e a susceptibilidade est�o nos ant�podas do amor. E � por isso que o amor tem que ver com humor.�







PS: quanto ao desafio que me colocam, talvez o aproveite para escrever um post sobre a "Carta a um Homem Religioso" da Simone Weil... Abra�os!



HaloScan.com