11.6.04
Gra�a Morais e o tempo
"Tenho uma necessidade t�o grande de pintar, as exposi��es chateiam-me porque me impedem de o fazer. Gosto de acordar bem disposta, de me meter no carro e de ir para o meu atelier, � disso que gosto verdadeiramente. Quando come�o a pintar nunca sei para onde � que o quadro vai, o quadro a partir de certo momento manda em mim, sinto que n�o o controlo... � a� que as coisas come�am a surgir. Chego a estar para aqui horas esquecidas, depois volto � realidade e percebo que tenho de descansar, mas na manh� seguinte j� tenho outra vez saudades dele. Preciso muito de pintar, nos bons e sobretudo nos maus momentos, nos momentos em que o Mundo parece desabar em cima de mim. � aqui que posso entrar no meu tempo certo, o tempo da minha pintura. Aqui domino, l� fora as coisas s�o mais dif�ceis, a vida � dif�cil de gerir, muitas vezes � est�pida e chata. O tempo nada tem a ver com o tempo da minha pintura".



A Idade da Terra VII, 2002
tinta da China e s�pia sobre tela, 97 x 130 cm



HaloScan.com