13.5.04
Mais uma "Terra da Alegria"
� a terceira edi��o deste blog coletivo semanal. A Terra da Alegria merece definitivamente ser lida. Deixo alguns recortes.

Depois de um peda�o de hist�ria da Igreja em Portugal no s�culo XX, Jos� fala do tempo presente:
"j� hoje e a partir de hoje, ser Igreja e ser cat�lico nesta sociedade portuguesa � e ser� algo de radicalmente diferente do que foi no passado. (...) muitos cat�licos leigos j� sentem isto diariamente mas a Igreja, essa, enquanto institui��o, n�o estou seguro que tenha percebido plenamente a nossa nova condi��o minorit�ria."
Para a semana promete explicar porque � que "a seculariza��o do estado e sociedade dever� trazer-nos a espiritualiza��o da Igreja".

Um pouco mais abaixo, depois de um texto do Miguel Marujo recuperando uma interven��o no 30� anivers�rio da �Vig�lia pela Paz� na Capela do Rato, um texto de Carlos Cunha sobre objec��o de consci�ncia. Lembra a catequese dos primeiros crist�os (�se um catec�meno ou um fiel se quer fazer soldado, que seja exclu�do, porque quis desprezar a Deus�, Hip�lito de Roma, s�c. III) e os ensinamentos do Conc�lio e termina com esse trecho monumental da �ltima homilia de Monsenhor �scar Romero:
�Perante uma ordem de matar que venha de um homem deve prevalecer a lei de Deus que diz N�O MATAR�S. Nenhum soldado � obrigado a obedecer a uma ordem contra a lei de Deus (...) Uma lei imoral n�o obriga ningu�m a cumpri-la. J� � tempo de recuperarem a consci�ncia e de obedecerem antes � sua pr�pria consci�ncia do que � ordem do pecado�



HaloScan.com